Nova Lei da Improbidade pode beneficiar ‘rainha da corrupção’ e um ex-Lava Jato

Museu do Futebol terá Guilherme Wisnik como curador de exposição temporária
1 de janeiro de 2022
A história sem registro
2 de janeiro de 2022
De um ex-integrante da Lava Jato a uma fiscal aposentada que foi chamada por um delator de “rainha da corrupção”, defesas têm proposto a reversão de PADs (processos administrativos disciplinares) de seus clientes com base na aplicação retroativa da nova Lei de Improbidade Administrativa.
Leia mais (01/01/2022 – 23h15)

Os comentários estão encerrados.