Por jovens com direito a futuro

O pior ministro da Saúde
7 de janeiro de 2022
Toga mais diversa
7 de janeiro de 2022
Pesquisa recente da consultoria IDados mostra que o Brasil conta com 12,3 milhões de jovens entre 18 e 29 anos que nem estudam nem trabalham, um número que aumentou depois do advento da Covid-19 em 2020. Mesmo com a reabertura das escolas e a busca ativa dos alunos que não voltaram às aulas, ou ainda, no mesmo sentido, com a incipiente recuperação econômica, o número dos chamados “nem-nem” se mantém superior ao do primeiro semestre de 2019.
Leia mais (01/06/2022 – 20h21)

Os comentários estão encerrados.