Comida deve subir menos em 2022, mas ainda vai ser salgada na eleição

ANS aprova pedido da Prevent para parcelar dívida com SUS em 60 vezes
18 de novembro de 2021
Pacheco defende uso de dividendos da Petrobras para estabilizar preço de combustíveis
18 de novembro de 2021
O preço da comida deve aumentar menos em 2022. A safra de grãos deve crescer uns 14%, na previsão oficial, o que tende a conter a carestia de alimentos industrializados e carnes. Choveu a tempo neste ano, o que também ajudou a evitar o colapso da produção de eletricidade, diga-se de passagem. Não ocorreram, até agora, problemas climáticos, por aqui e pelo mundo, como na safra 2020/2021.
Leia mais (11/17/2021 – 21h31)

Os comentários estão encerrados.