Eleição vai expor opositores que fizeram pacto com Maduro, diz María Corina

Boston elege 1ª mulher prefeita após 200 anos governada por homens brancos
4 de novembro de 2021
Vitória republicana na Virgínia dá gás a tática trumpista de guerras culturais
4 de novembro de 2021
Uma das opositoras mais radicais de Nicolás Maduro, María Corina Machado, 54, afirma que o regime venezuelano nem sequer deve ser visto como uma ditadura: para ela, trata-se de tirania, “uma rede criminosa que está transformando o país em uma Somália, em que estados e regiões estão fraturados”.
Leia mais (11/03/2021 – 16h33)

Os comentários estão encerrados.