Enfraquecida por Bolsonaro, lei do clube-empresa afasta interessados

Ocupação no Iraque pós-11 de Setembro foi trailer de crise atual no Afeganistão
9 de setembro de 2021
Brasileiros disputam final do surfe na Califórnia após temporada atípica e histórica
9 de setembro de 2021
A legislação que permite aos times a conversão para o modelo de Sociedade Anônima do Futebol (SAF), conhecida como lei do clube-empresa, completa um mês de vigência nesta quinta (9), sem adesões até o momento. Os motivos apontados para isso são os vetos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que implicam na questão da tributação.
Leia mais (09/08/2021 – 18h15)

Os comentários estão encerrados.