Justiça de Rondônia anula redução de unidades de conservação na Amazônia

Mourão admite ser o culpado por falta de coordenação no combate ao desmatamento
24 de novembro de 2021
Mais de 450 mil alunos do ensino fundamental ficaram sem atividade remota na pandemia
25 de novembro de 2021
Em derrota para o governador bolsonarista Coronel Marcos Rocha (PSL), o Tribunal de Justiça de Rondônia considerou inconstitucional uma lei, aprovada em maio de 2021, que gerava a redução de 219 mil hectares de unidades de conservação estaduais -o que abriria o caminho para legalizar desmatamento e grilagem de terras. A decisão foi unânime.
Leia mais (11/23/2021 – 18h43)

Os comentários estão encerrados.