Leonard Cohen sabe ser cafona e sincero como poucos em ‘A Chama’

Pabllo Vittar, Martinho da Vila e outros cantam em jingle de Lula; ouça
8 de maio de 2022
Paulo Vieira estreia ‘Avisa Lá que Eu Vou’, atração sobre viagens no Globoplay
8 de maio de 2022
Em um dos poemas de “A Chama”, lemos que, assim como lagos e montanhas, o ego é uma criação divina e que, por isso, o ser humano não deve ter vergonha de falar de si mesmo -de dizer “eu” e “meu”. Entre tantos versos que tratam da própria experiência, tal autocomplacência seria quase intragável, não fosse o carisma absurdo de Leonard Cohen.
Leia mais (05/07/2022 – 16h00)

Os comentários estão encerrados.