Polícia resgata mulher que seria queimada viva por milicianos no Rio

A presença das mães das periferias no jornalismo
17 de novembro de 2021
Bolsonaro e o sexo matinal
17 de novembro de 2021
A Polícia Civil do Rio de Janeiro resgatou nesta terça-feira (16) uma mulher que estava amarrada e prestes a ser queimada viva por criminosos ligados ao miliciano Danilo Dias Lim, conhecido como Tandera, o mais procurado do estado. O homicídio aconteceria na comunidade Jesuítas, em Santa Cruz, na zona oeste. Os agentes apreenderam galões de combustível que seriam utilizados no crime.
Leia mais (11/16/2021 – 21h13)

Os comentários estão encerrados.