Professora relata como sofreu ataques após debater gênero em sala de aula

‘Anos Incríveis’ com família negra tem ternura original sem ignorar racismo
13 de maio de 2022
Em nova ofensiva, polícia e Prefeitura de SP planejam levar usuário de crack para delegacia
13 de maio de 2022
Virgínia Ferreira, 61, era professora de inglês da rede pública de ensino fundamental de Vinhedo, no interior de São Paulo, há 20 anos quando foi acusada de doutrinação. A educadora havia proposto uma atividade sobre feminismo e violência contra a mulher na semana do Dia Internacional da Mulher de 2019.
Leia mais (05/12/2022 – 19h17)

Os comentários estão encerrados.