USP registra casos de professores e alunos que se recusam a se vacinar contra a Covid

‘Se Bolsonaro quisesse dar golpe, já tinha dado’, diz empresário investigado em inquérito das fake news
7 de setembro de 2021
‘Resistência de Zezé Motta é digna de aplausos’, diz leitor sobre artigo da atriz
7 de setembro de 2021
A Universidade de São Paulo (USP) já começa a identificar casos de professores, funcionários e alunos que se recusam a tomar a vacina contra a Covid-19. A instituição planeja voltar com as aulas presenciais em 4 de outubro para os alunos e professores que tiverem recebido as duas doses do imunizante.
Leia mais (09/06/2021 – 23h16)

Os comentários estão encerrados.