Volantes voltaram a jogar com talento e habilidade, como no passado

Real Madrid leva título espanhol, e Ancelotti ergue taça que lhe faltava
1 de maio de 2022
Morre megaempresário Mino Raiola, que agenciou de Bergkamp a Haaland
1 de maio de 2022
Na coluna anterior, falei das tristezas e das coisas ruins que acontecem no país e no futebol brasileiro. Há também muitas coisas boas, como a transparência e a segurança das urnas eletrônicas. Fora os antigos e graves problemas políticos, econômicos, sociais e de comportamento que assolam o país, como o racismo (um crime), presente dentro e fora dos estádios, vimos, na pandemia, a solidariedade, a generosidade e a responsabilidade profissional da maioria dos cidadãos brasileiros.
Leia mais (04/30/2022 – 15h00)

Os comentários estão encerrados.