Daniel Craig diz que fama com 007 o fez se trancar em casa: ‘Estava maluco’

Após falso suicídio e prisão, cineasta espera fim da pandemia para voltar ao pornô
12 de setembro de 2021
Erika Sallum, que sua mensagem viva!
12 de setembro de 2021
Daniel Craig, 53, contou que o sucesso trazido ao viver o espião James Bond, na franquia 007, o fez sentir “fisica e mentalmente sob cerco”. “Minha vida pessoal foi afetada por ser tão famoso de repente. Eu costumava me trancar e fechar as cortinas, estava maluco”, disse o astro de Hollywood.

A revelação foi feita no documentário “Being James Bond”, da Apple TV +. “Eu não gostei do novo nível de fama. Foi Hugh Jackman quem me ajudou a aceitar o sucesso e a apreciá-lo”, contou Craig, se referindo ao astro que ficou mundialmente conhecido ao dar vida a Wolverine, um dos mutantes mais famosos da Marvel.

Ele admitiu que inicialmente relutou em aceitar o papel, dizendo que não saberia o que fazer com o personagem. “No que me dizia respeito, já era mais bem-sucedido do que jamais seria como ator”, relembra Craig. ‘Eu tinha feito filmes artísticos estranhos. Foi mais difícil de vender. E eu realmente não queria fazer 007. Eu pegaria o roteiro, leria e diria: ‘Obrigado, mas não’. Mas eu mal sabia, era Casino Royale. A história era sólida, o roteiro era sólido”.
Leia mais (09/11/2021 – 23h18)

Os comentários estão encerrados.