Jovem que matou 2 homens durante ato antirracista colapsa em julgamento

Em carta a Lula e Gleisi, nicaraguenses no Brasil repudiam apoio do PT a Ortega
11 de novembro de 2021
Procuradores dos EUA querem penas mais duras para agitadores de ataque ao Capitólio
11 de novembro de 2021
O jovem branco de 18 anos que atirou em três homens e matou dois deles durante manifestação antirracista em Kenosha, nos EUA, em agosto de 2020, chorou copiosamente nesta quarta (10), enquanto fazia sua defesa no julgamento do caso. Segundo ele, os assassinatos foram um ato de legítima defesa.
Leia mais (11/10/2021 – 15h53)

Os comentários estão encerrados.