Procuradores veem risco à fiscalização trabalhista com decreto de Bolsonaro

Lucro da CCR cresce 53% no 3º tri com recuperação do tráfego em rodovias
12 de novembro de 2021
Sony corta produção do PlayStation 5 por falta de componentes, diz agência
12 de novembro de 2021
O decreto publicado nesta quinta-feira (11) pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que enxugou normas trabalhistas determina que a atividade de fiscalização de relações de emprego é exclusiva dos auditores-fiscais vinculados ao Ministério do Trabalho e da Previdência.
Leia mais (11/11/2021 – 23h15)

Os comentários estão encerrados.